Publicado por: algosolido | 4 de novembro de 2012

BARACK OBAMA E A CASA BRANCA EM FORMA DE CUBO -2

 

Os valores fundamentais da sociedade americana, bem como da européia e do ocidente em geral, estão fundamentados  em valores cristãos. Isso não se deve confundir com preceitos e ritos religiosos, porque entre esses valores fundamentais está a liberdade, inclusive a liberdade religiosa. Portanto, os tais valores fundamentais “não implicam em imposição de crenças religiosas”. Como exemplo, vale dizer que os valores religiosos são adequados para definir o que é vida, implicando em temas como aborto e eutanásia. É algo tão fundamental que é acessivel e aceitável até mesmo para os não-crentes. Estamos falando de algo bem diferente de imposição de crenças.Se as pessoas se tornam insensíveis à vida de um bebe no útero, porque haverão de se tornar sensíveis ao momento imediatamente posterior ao nascimento ?

Pois saibam que o presidente Obama votou contra a Lei de Proteção dos Bebês nascidos vivos. Essa lei obrigava o hospital a manter vivo o recém nascido que sobreviveu a uma tentativa de aborto . Obama votou 3 vezes contra essa lei enquanto senador pelo Estado de Illinois. Os “moderninhos” vão chamar isso de “direito reprodutivo”, mas qualquer pessoa que tenha um mínino de humanidade ( não precisa carregar a Bíblia na mão… ) vai chamar isso de infanticídio. A imprensa brasileira não fala isso. Por isso Barack Obama é tao “queridinho” aqui no Brasil…(9)

Outro exemplo revelador do perfil de Obama, aparece na campanha publicitária visando o público feminino (10): Obama nos dá uma idéia de como são os seus “valores”: Um desenho animado: “Vida de Julia” conta a estória de uma mulher da sua infância até a aposentadoria: Jùlia é a típica mulher “moderninha” pode tocar a sua vida profissional e sexual como solteira sem se preocupar, porque o “Obamacare” – Plano de saúde do goberno Obama, cuidará da moça caso se engravide. O governo americano paga o aborto. Após os 30 anos decide ter um filho. Não se fala de pai ou marido. Julia se aposenta e o filho estuda custeado pelo governo.

Outra vídeo de campanha chama-se “Primeira vez” em que a atriz Lena Dunhan compara a experiência “incrível” de votar em Obama, com perder a virgindade…exatamente isso….esse aviltamento dos valores morais e da familia, é uma marca da campanha de Obama….

Os valores religiosos são perenes e as tendências da moda são efêremas. O que é abominável hoje numa sociedade secular, pode ser tolerável amanhã pela geração futura, ( e já se nota isso….) uma vez que a sociedade secular está ancorada nas vontades do momento e não em valores fundamentais. É nesta situação que a tendência secularista européia e americana pretende colocar a sociedade ocidental, como pretexto de não obrigar os que não crêem e viver do mesmo modo do que os que crêem.

Volto a dizer….esse dilema é falso…

No ano de 2003 por ocasião das discussões da Nova Constituição da União Européia, em que vários lideres europeus, queriam excluir do texto, a menção a Deus, o Papa João Paulo II, fez a seguinte declaração no Angelus de 16 de fevereiro :

“… Precisamente por isso se pediu que, no futuro Tratado constitucional da União Européia, não deixe de se conceder um espaço a este património comum ao Oriente e ao Ocidente. Uma referência como esta nada tirará à justa laicidade das estruturas políticas (cf. Lumen gentium, 36; Gaudium et spes, 36, 76) mas, ao contrário, ajudará a preservar o Continente, por um lado, do duplo perigo do laicismo ideológico e, por outro, do integralismo sectário… ” (11)

Note-se que o Papa, se refere a uma “justa laicidade”, que distingue a esfera política da religiosa que portanto, respeita as diversas crenças, não tendo ( e impondo ) o Estado a uma “religião oficial”. Por outro lado, o Estado não deve impedir que os cristãos contribuam para a sociedade e expressem suas opiniões, que é uma disfarçada restrição à liberdade religiosa. Essa atitude de silenciar os cristãos é ideológica e se chama Laicismo.

Ao discursar numa igreja protestante(12), Barack Obama, pretendeu explicar seu posicionamento quanto às críticas que recebe de religiosos, e que vale  aqui comentar:

Obama:…Dada a crescente diversidade das populações dos Estados Unidos, os riscos de sectarismos estão maiores do que nunca. O que quer que nós já tenhamos sido, nós não somos mais uma naçã cristã. Pelo menos não somente. Nós somos também uma nação judaica, uma nação muçulmana,e uma nação budista, e uma nação hindu, e uma nação de descrentes.E mesmo se nós tivéssemos apenas cristãos entre nós, se expulsássemos todos os não-cristãos dos Estados Unidos da América, o cristianismo de quem nós ensinaríamos nas escolas? Seria o de James Dobson, ou o de Al Sharpton ?”

Comentário: Aqui, Obama brinca com a divisão entre denominações cristãs citando James Dobson, um pastor evangélico fiel à tradição cristã no campo da moral sexual, e outro, Al Sharpton, também pastor, mas de posição controversa, pois é favorável ao “casamento gay”. Ora, Sharpton, não é representativo do pensamento cristão. Se Obama quisesse desenvolver um discurso sério, citaria o ensinamento do catolicismo e das igrejas protestantes históricas. No entanto, preferiu fazer piada…

Obama: Que passagens das escrituras deveriam instruir as nossas Políticas públicas ?Deveríamos escolher o Levítico, que sugere que a escravidão é aceitável…E que comer frutos do mar é uma abominação ?Ou poderíamos escolher o Deteuronômio, que sugere apedrejar o seu filho, se ele desviar da Fé ?Ou deveríamos apenas ficar com o Sermão da Montanha?Uma passagem que é tão radical que é de se duvidar que o nosso próprio Departamento de Defesa sobreviveria à sua aplicação…Nós…Então, antes de nos empolgarmos, vamos ler as nossas Bíblias agora. As pessoas não têm lido a Bíblia.

Comentário: Barack Obama parece não saber que o Levítico e o Deteuronômio, foram escritos na era anterior ao Cristianismo, portanto, atribui ao Cristianismo algo que não lhe é próprio, mas sim ao Antigo Testamento. Quanto à escravidão e cristianismo, cabe informar que no ano seguinte ao descobrimento da América em 1492, e ao longo do todo o século que se seguiu, os Papas emitiram  839 documentos condenando a escravidão. Portanto, relacionar Cristianismo e escravidão é cometer um erro de conhecimento de doutrina cristã e de história. Se fosse fazer um discurso sobre “alimentação saudável”, o presidente democrata, certamente consultaria nutricionistas para orientá-lo, mas para falar de temas relacionados à religião, prefere o improviso. A imprensa age do mesmo modo.

Obama: O que me trás ao meu segundo ponto: Que a democracia exige que aqueles motivados pela religião traduzam suas preocupações em valores universais, ao invés de específicos de uma religião. O que eu quero dizer com isso ? Ela ( a democracia ) requer que as propostas delas estejam sujeitas à discussão e sejam influenciáveis pela razão.Eu posso ser contrário ao aborto por razões religiosas,para tomar um exemplo, mas se eu pretendo aprovar uma lei proibindo a prática, eu não posso simplesmente recorrer aos ensinamentos da minha igreja ou invocar a Vontade Divina eu tenho que explicar que o aborto viola algum princípio que é acessível a pessoas de todas as fés incluindo aqueles…sem fé alguma. Agora, isso vai ser difícil para alguns que acreditam na inerrância da Bíblia,como muitos evangélicos acreditam, mas em uma sociedade pluralista nós não temos escolha. A politica depende das nossas habilidades de persuadir uns aos outros, de objetivos comuns com base em uma realidade comum. Ela ( a política ) envolve negociação, a arte daquilo que é possível. E, em algum nível fundamental,a Religião não permite negociar;é a arte do impossível.

Comentário: Será que Barack Obama não concorda que a Vida é um valor universal ? Sr. Obama, as pessoas que condenam o aborto, não têm apenas argumentos religiosos, mas civis também, uma vez que os fetos são seres humanos  e têm direito à vida. Se fosse para fazer leis impondo preceitos religiosos, obrigando os não crentes a cumprir, os Adventistas, iriam propor leis proibindo as lojas de abrirem aos sábados, os Católicos iriam estipular multas para quem faltasse à Missa Dominical, e os Judeus, iriam proibir pelas leis, a venda e o consumo de carne de porco. Nada consta, que tais religiosos, estejam procedendo assim na vida civil americana…

Obama: Se Deus falou, então espera-se que os seguidores, vivam de acordo com os éditos de Deus,a despeito das consequências. Agora, basear a vida de uma pessoa em compromissos tão inegociáveis podem ser sublime, mas basear nossas decisões políticas em tais compromissos seria algo perigoso. E se você duvida disso, deixe-me dar um exemplo:Nós todos conhecemos a história de Abraão e Isaac.Abraão foi ordenado por Deus a sacrificar seu único filho Sem discutir, ele leva Isaac montanha acima até o topo e o amarra ao Altar. Levanta a sua faca. Prepara-se para agir…como Deus ordenara. Agora, nós sabemos que as coisas deram certo: Deus envia um Anjo para interceder bem no último minuto. Abraão passa no teste de devoção de Deus.Mas é justo dizer que se qualquer um de nós, ao sair desta igreja, visse Abraão no telhado de um prédio levantando sua faca, nós iríamos no mínimo, chamar a polícia. E esperaríamos que o Departamento de Serviços às Crianças e à Família, tirasse a guarda de Isaac de Abraão. Nós faríamos isso, porque nós não ouvimos o que Abraão ouve, nós não vemos o que Abraão vê. Então o melhor que podemos fazer é agir de acordo com aquelas coisas que todos nós vemos”

Comentário: Obama, pode ver e ouvir o ultrassom. Pode ver o feto no útero de uma mãe. O mesmo feto que os Democratas não acham errado matar. Enquanto isso, a imprensa “democrata” se escandaliza quando um republicano adepto da caça, pega a sua espingarda e estoura a cabeça de um animal ( o que com certeza, não é uma imagem agradável de se ver….), quando ao mesmo tempo, milhares de crianças são arrancadas à força do útero de suas mães ( sim, as crianças procuram se defender …) e jogadas no lixo dos hospitais. Neste caso, os os jornalistas tratam o assunto como “direito reprodutivo” ou “saúde pública“…Barack Obama, pode ver e ouvir o ultrassom. Ele não precisa da Bíblia e nem ver o que Abraão vê….

 

 Em forma de Cubo…

Grande Arco de La Défence : Laicismo

 

Gilles Lapouge, correspondente em Paris do Estado, escreveu no último sábado em sua coluna (13): “ Se os Europeus tivessem que escolher hoje o presidente americano, Barack obama, ganharia 75% dos votos e Mitt Romney se contentaria com 8%.. “  O que está parecendo é que  Obama para muitos, representa a esperança. Mas, esperança em quê ?

 

Nos poucos empregos gerados e muitos elimininados nos EUA ? Na gigantesca dívida pública americana de mais de U$16.000.000.000.000, que deve encerrar 2012 acima de 100% do PIB ?  Como essa situação poderia dar “esperança” aos europeus ?  Essa preferência esmagadora do Velho Continente por Obama, tem um forte componente ideológico, embora o grau de consciência de cada indivíduo varie muito.

Um interessante ensaio do Teólogo George Weigel, entitulado: “O Cubo e a Catedral – A Europa, a América e a política sem Deus”(14), nos dá pistas claras do que ocorre hoje na Europa. O “Cubo” de que trata o livro de Weigel, é o “Grande Arco de La Défence, em Paris, uma construção moderna em forma de um cubo oco, que foi erguida em 1989, na comemoração ao Bi-Centenário da Revolução Francesa e que serve de metáfora da civilização européia que vem se afastando a passos largos das suas raizes cristãs, em contraposição às gerações anteriores que construíram as Catedrais. A moderna “civilização do cubo”, está a passos largos se afastando de Deus, o ateísmo é crescente e essa falta de crença num Ser Trancendente e Bom, faz as pessoas perderem a noção do bem e do mal. Isso tem feito gerar inquietações e desesperanças entre os jovens e adultos. A violência e o suicício tem crescido no meio de uma sociedade individualista e materialista, de tal forma que Weigel pergunta:

É possível manter de pé uma comunidade politica democrática sem os pontos de referência morais que o Cristianismo tem para oferecer ?”

Pois é justamente esse secularismo que os europeus vêem em Obama, que motiva toda essa identificação e apoio ao presidente americano. Não se deve deixar de levar em conta que em graus variados, tanto os americanos como os estrangeiros em geral, inclusive no Brasil, vêem Barack Obama de forma positiva, por conta da uma maciça propaganda ( sim…essa é a palavra : propaganda )

O projeto do Partido Democrata nos EUA, é de matriz marxista, pois expulsa a religião como “promotora do bem” e coloca o próprio homem como promotor desse “bem”…e nisso está a raiz da confusão, pois aos poucos o conceito de bem tendo como referência a “vontade humana sem matriz religiosa”, está sujeita a tendências da moda…ou seja “democraticamente”  vai se instalando uma verdadeira tirania. A quem cabe dizer: isto está certo ou errado ? Como fica a percepção do bem e do mal, sem a orientação de uma Instância Superior ?

É muito conveniente se opor a Barack Obama, por causa de sua agenda politica ou mais precisamente por razões de ordem moral, e ao mesmo tempo, dar uma ênfase muito maior nos temas econômicos que evidentemente são desfavoráveis ao presidente americano. Por outro lado, os defensores de Barack Obama, estão agindo exatamente deste modo, mas em sentido oposto: reconhecem o insucesso econômico, mas querem a sua reeleição justamente pelo mesmo motivo que seus opositores não querem: a agenda de Obama sobre temas elativos à Família. O recado dos democratas é simples : Queremos uma América diferente, com outros valores….mesmo que custe mais 4 anos de desemprego…

Portanto, vale a pergunta: e se a Economia Americana estivesse bem ?

Ficaria fácil para os Democratas, fácil ainda mais para a imprensa, e extremamente difícil para Romney e os Republicanos, mas vou fazer uma colocação muito simples : Não é de se esperar que um candidato diferente venha ocupar a Casa Branca, para estragar tudo que está bem, ainda mais quando se tem a confiança tanto de pessoas ligadas ao mundo econômico como fora dele. É o caso de Romney.

Podemos Sr. Obama, permitir que a Casa Branca e a América adotem a forma de um cubo ? Não, nós não podemos.

Está nas mãos dos cidadãos americanos.

_________________________________________________________________________________________

Notas :

(1)    Revista “Alfa” Outubro de 2012 – Editora Abril – Págs. 56 a 61

(2)    O Estado de São Paulo – Caderno Aliás – Pág. J5 ”Morenos e emergentes” – 02/09/2012

(3).   http://www1.folha.uol.com.br/colunas/patriciacamposmello/1174828-dois-cenarios-ameacam-eleicoes-dos-eua.shtml

(4)    O Estado de São Paulo – Caderno Aliás – Pág. J3 ”Papai Roney Sabe Tudo” – 21/10/2012

(5)    Brasil Econômico – – Pág. 4 – “Na reta final, novo fôlego à campanha democrata” – 18/10/2012

(6)    O Estado de São Paulo – Caderno 2 – Pág. C2 ”Temporada de Língua Solta” – 27/10/2012

(7)    O Estado de São Paulo – Caderno 2 – Pág. D9 “O Xerife solta o Verbo” – 30/10/2012

(8)    Valor – Pág. A20 – “Wall Street se recupera, mas prefere Romney” – 23/10/2012

(9)    http://www.jillstanek.com/2008/02/links-to-barack-obamas-votes-on-illinois-born-alive-infant-protection-act/

(10)  http://www.mercatornet.com/sheila_liaugminas/view/11447

(11)  http://www.vatican.va/holy_father/john_paul_ii/angelus/2003/documents/hf_jp-ii_ang_20030216_po.html

(12)  http://www.youtube.com/watch?v=_IHQr4Cdx88 

(13)  http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,o-fascinio-por-obama-,955021,0.htm

(14)  O Cubo e a Catedral – George Weigel – Lisboa : Aletheia, 2006 – pp 151


Responses

  1. Thank you for the auspicious writeup. It in fact was a amusement account it. Look advanced to far added agreeable from you! However, how can we communicate?

  2. Someone essentially assist to make seriously articles I might state. That is the very first time I frequented your website page and so far? I surprised with the research you made to make this actual publish incredible. Wonderful process!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

  • Nenhuma categoria
%d blogueiros gostam disto: